Home office Trabalho remoto

Como evitar o esgotamento digital?

De acordo com um estudo da Microsoft, um em cada cinco entrevistados disseram que seu empregador parece não se preocupar com o equilíbrio entre vida pessoal e profissional, 54% se sentem sobrecarregados e 39% se sentem exaustos.

BoxOffice
23/07/21

Imagem: GPointStudio

O home office passou a fazer parte da rotina de milhares de pessoas e, no início da pandemia, foi até bem aceito. Porém, após tanto tempo, o modelo ficou saturado e hoje já é possível enxergar alguns pontos negativos.

É o que dados da Work Trend Index 2021, feita pela Microsoft, indicam. A sobrecarga digital é real e crescente.

De acordo com o estudo, um em cada cinco entrevistados disseram que seu empregador parece não se preocupar com o equilíbrio entre vida pessoal e profissional, 54% se sentem sobrecarregados e 39% se sentem exaustos. Ou seja, algumas empresas adotaram o home office, mas deixaram de respeitar os horários de trabalho que seriam seguidos presencialmente e estão exigindo mais de seus funcionários.

Esse esgotamento digital é inevitável ao não separar a vida pessoal do trabalho, uma sensação de estar permanentemente conectado e à disposição. E o pior é que reflete também na vida offline com aumento de casos de ansiedade e estresse.

Por isso, é importante determinar horários para trabalhar, reduzir a carga e fazer pausas. Outra dica que pode ajudar na separação vida-trabalho é frequentar locais apropriados, próximos de casa.

Precisa de um lugar privativo e silencioso para as suas atividades? Conheça os nossos Mini Offices (cabines) e Mid Offices (salas maiores), são espaços autônomos que ajudarão a diversificar sua rotina e organizar melhor os seus horários. Os Mini Offices comportam até três pessoas e os Mid Offices servem para reuniões maiores, ambos com toda a estrutura necessária para suas atividades, como internet banda larga dedicada, conforto acústico e videoconferência profissional.